A partir deste ano o Dia de Oração e Ação pretende incluir na celebração o resultado das ações das tradições religiosas voltadas para o enfrentamento das situações que afetam as crianças mais vulneráveis. Estas iniciativas das tradições religiosas poderão utilizar como referência o cumprimento de direitos da criança como ser livre, estudar, brincar e conviver na sociedade, descritos nos dez princípios da Declaração dos Direitos da Criança proclamada em de 20 de Novembro de 1959.

A Campanha de Fortalecimento dos Conselhos de Saúde e Mobilização dos 25 anos do SUS (Sistema Único de Saúde) foi apresentada no dia 06 de novembro, durante a 251ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS). A mesa de autoridades foi composta pelo Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, representantes da OAB, Conass e Conasems, Presidente do CNS e Clóvis Boufleur, Gestor de Relações Institucionais da Pastoral da Criança e representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).