A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde divulgou terça-feira (08/12) o Protocolo de Vigilância e Resposta à Ocorrência de Microcefalia Relacionada à Infecção pelo Vírus Zika. O documento tem por objetivo subsidiar os profissionais de saúde e as áreas técnicas de vigilância em saúde com informações gerais, orientações específicas e diretrizes relacionadas às ações de vigilância da ocorrência de microcefalia em todo território nacional. São destaque no documento os seguintes aspectos:

1. Gestante com possível infecção pelo vírus zika durante a gestação.

2. Feto com alterações do SNC possivelmente relacionada a infecção pelo vírus Zika durante a gestação.

3. Aborto espontâneo decorrente de possível associação com infecção pelo vírus Zika, durante a gestação.

4. Natimorto decorrente de possível infecção pelo vírus Zika durante a gestação.

5. Recém-nascido vivo (RNV) com microcefalia possivelmente associada a infecção pelo vírus Zika, durante a gestação.